Bullying no trabalho - Como encarar sem ficar depressivo

bullying no trabalho é uma realidade. Geralmente, as pessoas pensam que determinados tipos de intimidação, ridicularização e assédio moral acontecem somente em ambientes escolares e académicos.

Porém, tem sido crescente as ocorrências de perda de qualidade laboral e de absenteísmo entre os profissionais que não se sentem respeitados no ambiente de trabalho.

Essa situação pode gerar problemas nos relacionamentos entre os profissionais, causar problemas de saúde de ordem física e psicológica, dentre outras consequências negativas para a pessoa.

O BULLYING NO TRABALHO

Essa situação refere-se ao conjunto de ações negativas como assédio moral, desrespeito, constrangimento e perseguição praticados contra os indivíduos que compartilham do mesmo ambiente de trabalho.

Considerando as diferentes pesquisas realizadas em diferentes áreas profissionais, apenas a minoria declara que nunca sofreu algum tipo de perseguição ou assédio.


QUEM CAUSA O BULLYING?

Geralmente, as pessoas podem pensar que essas atitudes são praticadas somente por pessoas que exercem poder ou ocupam cargos superiores nas empresas e autarquias de governos.

Muitas vezes, essas situações podem ser provocadas por pessoas que atuam na mesma linha hierárquica de funções.

PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS

O bullying no trabalho pode causar problemas de saúde e até mesmo perda na qualidade no ambiente de trabalho, podendo gerar perdas para a empresa.

Dentre as principais consequências, esse tipo de bullying pode gerar problemas de saúde, stresse indevido e baixa produtividade no trabalho.

A longo prazo pode causar perda de vontade de comparecer no trabalho, perda de confiança em relação com a equipe de projetos e até, em casos mais pesados, o abandono do trabalho.

COMO LIDAR COM ESSA SITUAÇÃO?

A seguir apresentamos alguns tópicos para orientar as pessoas que estão vivendo situação parecida.

Ressaltamos ser importante tomar as medidas necessárias para lidar com o assédio moral no trabalho para apoiar seu bem-estar.

1. OBSERVE

É importante observar as ações dos outros, comentários e suas próprias reações.

Caso a pessoa se sente que está sendo intimidado no trabalho, a primeira coisa a fazer é fazer um inventário de todas as maneiras pelas quais você pode estar contribuindo para a situação.

Talvez, você pode estar contribuindo para a situação ou não, é importante avaliar a situação e assumir a responsabilidade, se você estiver invocando o comportamento de alguma maneira. Nessa perspectiva, você pode determinar a melhor maneira de lidar com a situação.

Geralmente, é indicado reservar um momento para avaliar a situação e determinar se o assédio foi simplesmente um incidente único devido a alguém ter um dia ruim.

2. TOME UMA ATITUDE

É fundamental escolher tomar uma atitude antes que a situação tenha um impacto negativo em você. Sabemos que certas pessoas têm medo de falar quando estão sendo intimidadas.

Se o agressor for seu chefe ou alguém em posição de poder, o sustento de alguém pode estar em risco.

O bullying no trabalho pode ser contínuo e de longo prazo, criando um impacto negativo no seu bem-estar geral. Nessa situação, cuide-se e desenvolva um plano de ação para lidar com a preocupação e o mal-estar.

3. COMUNIQUE AOS SUPERIORES E AO RH


Em casos permanentes e comprováveis, caso se sinta pressionado ou intimidado fale diretamente com o indivíduo que o está intimidando ou com os gerentes da empresa.

A situação pode ser comunicada também ao RH (Recurso Humanos). Nesse caso, crie um plano de como você abordará a questão do bullying no trabalho com a empresa e inclua seu impacto na produtividade, bem-estar e nível moral.

4. NÃO LEVE PARA A QUESTÃO PESSOAL

É fundamental, nunca dar intimidades e proximidades para pessoas estranhas ou colegas de trabalho. Porém, quando alguém está intimidando você, é mais sobre eles do que sobre você.

Geralmente, o um agressor está agindo de um local de insegurança ou na busca de controle. Dessa forma, busque ter limites emocionais saudáveis ​​que o impedem de reagir ou se sentir mal consigo mesmo quando ocorre o assédio moral no local de trabalho.

5. RESOLVA O PROBLEMA

Nem sempre falar com a pessoa resolve, mas em certos casos pode ser melhor delimitar o nível de respeito. Perante uma pessoa desrespeitosa você pode utilizar as seguintes frases: 
  • Por favor, não fale comigo dessa maneira;
  • Vamos tentar levar essa conversa para um lugar onde ela possa ser produtiva;
  • Vamos fazer uma pausa e voltar a isso mais tarde;
  • Levarei a situação para os superiores.
6. SAIA DA EMPRESA

Em certas situações, quando os departamentos responsáveis pela empresa não interferem e todas as ações educadas não dão certo, pode ser indicado solicitar transferência ou sair da empresa.

Caso o bullying no trabalho persistir talvez seja hora de explorar outras opções. Considere oportunidades em outros departamentos ou com uma nova empresa.

7. REGISTRE

Bullying no trabalho - Como encarar

Caso a empresa não pague os direitos devidos ou não corrija a situação, é indicado também registrar os fatos e guardar os documentos.

Lembre-se sempre de documentar tudo o que estiver relacionado às suas interações com o agressor.

Isso não apenas fornece uma linha do tempo dos eventos, mas também ajuda a recuperar informações mais facilmente quando necessário.

CONCLUSÃO

Em certas situações, o assédio e a intimidação podem ser sutis. Uma boa maneira útil de identificar o bullying é considerar como os outros podem ver o que está acontecendo.

O comportamento desse tipo é repetido ao longo do tempo. Isso o diferencia do assédio, que geralmente é limitado a uma única instância. O assédio persistente pode se tornar um assédio moral, mas como assédio se refere a ações em relação a um grupo protegido de pessoas, é ilegal, ao contrário do assédio moral.

As situações podem parecer aleatórios no começo. Se eles continuarem, você pode se preocupar com algo que os causou e temer ser demitido ou rebaixado. Pensar no trabalho, mesmo nas folgas, pode causar ansiedade e stresse.

Portanto, sempre reavalie sua condição profissional para você estabelecer novas metas em sua caminhada podendo ter melhores oportunidades em locais onde você possa se sentir mais respeitado e incentivado como profissional.